Feliz Aniversário!

Há 48 anos era inaugurado o Estádio Governador Magalhães Pinto. Palco de conquistas e glórias, casa do torcedor mineiro e, ainda, de shows e espetáculos musicais. Um lugar histórico, que reserva um cantinho especial na memória de cada um que já tenha ido lá.

Mineirão (Belo Horizonte-MG)

Americanos, atleticanos e cruzeirenses possuem histórias diferentes pra contar. Até torcedores de outras equipes – sejam elas mineiras, brasileiras ou estrangeiras – devem ter algo para contar a respeito do Gigante da Pampulha, como carinhosamente nós, belorizontinos, apelidamos o estádio.

O Mineirão faz parte da minha vida tanto quanto meus familiares e meus amigos. E, como poucos, tenho o privilégio de frequentá-lo como torcedor e profissional. E não posso negar: já deixei algumas lágrimas por lá. De tristeza, mas também de alegria. Vamos deixar isso para outros posts.

Fiquei emocionado quando, ao término do show do Skank, em 2010, vi muitos levarem pedaços de grama como recordação. Era o final de uma era. A despedida de uma casa que passaria por uma grande reforma. Embora soubesse que ela ficaria ainda mais bonita, não deixava de ser uma sensação diferente.

Quase três anos se passaram até o término das obras. E o Mineirão ficou moderno. Ainda com alguns problemas, é verdade, mas qual casa não tem seus defeitos, não é mesmo? O importante é que o torcedor – principalmente o cruzeirense – está de volta.

Arena Mineirão (Taiti 1x6 Nigéria - Copa das Confederações - 17.06.2013)

Desde a reabertura, há sete meses, ele foi palco da histórica conquista do Atlético-MG na Copa Libertadores, recebeu a seleção brasileira na semifinal da Copa das Confederações e viu seu 1º gol de placa pós-reinauguração – aquele golaço do Everton Ribeiro sobre o Flamengo, pela Copa do Brasil.

Pelo andar da carruagem, muitas alegrias ainda virão para os torcedores mineiros no estádio. O Cruzeiro caminha a passos largos para seu 7º título nacional e, em breve, o estádio receberá seis jogos da Copa do Mundo FIFA 2014 (quatro partidas pela fase de grupos, um confronto das oitavas-de-final e o duelo que definirá um finalista).

Parabéns, Mineirão! E obrigado por fazer parte da minha vida… 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *